5

Benefícios

A economia da Bicicleta no Brasil

Esta dimensão contempla os impactos diretos e indiretos da economia da bicicleta no meio ambiente, a partir da redução, por exemplo, de gases poluentes e como isso afeta a melhoria da saúde pública nacional. Engloba duas temáticas: Clima e e Energia e Saúde

5.1

Clima e Energia

 

Essa temática equivale aos benefícios relacionados ao impacto da utilização da bicicleta na redução da emissão de gases poluentes com base em dois indicadores: a taxa anual de emissão de poluentes evitada no Brasil e a economia em combustível (gasolina e diesel) por total de quilômetros rodados por ano.

Nos dados a seguir, apresentamos a estimativa  das taxas de gases poluentes evitadas no período de um ano pelo universo de ciclistas brasileiros. Foram considerados dois cenários: no primeiro, a comparação com a intensidade equivalente a ônibus urbanos (movidos a Diesel) e no outro, com automóveis particulares

A seguir  uma estimativa do indicador Economia em Combustível (gasolina e diesel) por quilômetro rodado, levou-se em conta a média de distância percorrida por ciclistas (km/ano) com base nos dados do Rio de Janeiro e os consumos médios de 9km/l de gasolina (R$ 4,20 o litro) para os automóveis e 3km/l de diesel (R$ 3,68 o litro) para os ônibus

5.2

Saúde

 

Os benefícios relacionados aos impactos da utilização da bicicleta na melhoria da saúde pública é o foco dessa temática. Dada a complexidade exigida para monetizar essa influência, a opção foi mostrar o estado da arte no campo científico brasileiro como insumo para a realização de quantificações mais aprofundadas em estudos futuros.

Inalar o

ar de São Paulo

 

durante duas horas por dia pelo período de 30 anos pode ter impactos equivalentes ao de um fumante leve

 

Fonte: Disponível em <https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/

estado/2017/12/05/respirar-ar-de-sao-paulo-por-2-horas-no-transito-

e-igual-a-fumar-um-cigarro.htm>. Acesso em 21 dez. 2017.

Em

98%

dos casos estudados

no levantamento feito pelo Departamento de Nutrição da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo em parceria com pesquisadores estrangeiros, caminhar e pedalar geram benefícios à saúde que só seriam superados pelos malefícios da exposição a poluição após 16 horas e 7 horas, respectivamente.

 

Fonte: “Can Air Pollution Negate the Health Benefits of Cycling and Walking?”,  Preventive Medicinev, 87, pp. 233-236, jun. 2016.